segunda-feira, 15 de março de 2010

Um amor de Clarinha

Eu aprendi que tudo que é belo tende a ser simples. O amor é simples, a amizade também. Há os que compliquem, mas há também aqueles que os tratam com destreza. A Clara tem tamanha perícia para lidar com o amor e com a amizade. Clara é perita em tudo que é bom.

Ela tem o dom de cativar. Foi assim que aprendi a ver nela uma amizade sincera e feliz. Mas não imaginava que a amava tanto. Foi preciso uma tempestade para eu saber o quão ela é preciosa para mim e quanto amor eu tenho por ela.

Quando a tempestade começou a cair, senti medo de não poder mais ouvir a gargalhada mais doce do mundo. Senti medo de não ter mais a companhia da alegria. Senti medo de não ter mais motivos para subir degraus e serras que me cansam a respiração. Senti medo de não ter fé e amor suficientes.

Aí, Deus agiu. Me olhou nos olhos e me disse "eu sou o teu refúgio". Ele me acolheu e eu perdi o medo e cresci na fé.

Presenciei cenas de amor que jamais esquecerei. Vi lágrimas escorrerem, joelhos se dobrarem, abraços se multiplicarem. Vi amor por toda parte. E a tempestade foi ficando tímida diante de tudo isso. Porque ela se viu pequena demais diante de uma força tão maior que ela: o amor.

Agora, nem a ciência vai fazer eu mudar de opinião. O amor cura.

O amor é a voz silenciosa de Deus que faz a gente ter fé, força e coragem. O amor nos faz valentes e esperançosos. O amor faz a gente rezar com as palavras mais bonitas. O amor não deixa a gente duvidar dos milagres de Deus. O amor nos deixa próximos.

Hoje, vemos face a face o poder de restaurar e ressuscitar que tem o amor. Sobretudo o amor de Deus. A gargalhada mais doce do mundo está ao alcance dos meus ouvidos e podemos continuar contando as piadas da vida. Ainda terei que subir os degraus e as serras, e de agora em diante sem reclamar. E como é bom ter estas certezas comigo.

A tempestade passou... E o sol se abre para iluminar vidas que foram renovadas pelo poder do amor e da amizade.

Clarinha, estamos do lado de cá da janela, esparando você, amiga, para festejarmos a vida e o amor. Sempre juntos, sem soltar a sua mão.

Ainda temos muito para viver. E é só por isso que estamos aqui.

Amo você, amiga querida!

7 comentários:

Ariana disse...

Se gostei? Vc me emocionou, sabia?
São palavras de um amor e uma amizade eterna.
Obrigada Rúbia querida!

Rúbia disse...

Oi, Ariana, que honra tê-la por aqui... Seja bem-vinda sempre. E quanto ao amor que temos pela sua irmã, ele é muito mais que isso, acredite!
Um beijo, fique com Deus!

Elcy disse...

Amiga, a Clara merece todas essa palavras.Não sei se ela vai se emocionar...caso não..Já chorei por ela...kkkkkk
Bjs

Savio disse...

Ah, o amor....
Rúbia, obrigado por tudo.
Realmente, acho que todos nós que amamos a mana clara nos emocionaremos ao ler estas palavras de relato de toda um capítulo do livro de nossas vidas, que teve como liçao a importancia do sentimento mais sublime que os seres humanos tëm = O AMOR.
Compartilho de sua convicçao= o amor cura.

Rúbia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rúbia disse...

Oi, Sávio.
Que honra tê-lo por aqui também.
Acho que todos que viveram esses dias com a Clara nunca mais duvidarão do poder de cura do amor.
Fique com Deus!
Obgada pela visita!

Ana Clara disse...

Rúbia, o amor não tem preço.... + sou imensamente rica em ter o amor de vcs amigos + que queridos e de minha família linnnnnnda. Nunca vou me cansar de agradecer tudo isso que recebi de vcs. MUITO OBRIGADA. Eu adorei d+ seu depoimento, a elcy se emganou pq chorei todas tbm rsrsrsr.
Bjos minha amiga!